matheus além


Corrupção institucionalizada

 

 

 

 

 

 

 

 

É oficial. A roubalheira não é mais crime no Brasil. A decisão é dos nobres membros do Congresso Nacional, que não vêem problema algum no recebimento de propina pela deputada Jaqueline Roriz, representante de tradicional família de pilantras. Afinal, isso aconteceu antes da parlamentar assumir o cargo. Fácil, não?

Portanto, cidadão, pare de pagar impostos. Mas lembre-se de, ano que vem, candidatar-se a algum cargo eletivo! Senão, pode sobrar para você.

 

 

 

 

 



Escrito por Matheus Amorim às 18h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CARTA AO LEITOR IMAGINÁRIO

 

Caro leitor (se você existe, acene). 

Nos últimos tempos, tenho escrito muito sobre o Grêmio, e pouco sobre outros assuntos, como política e comportamento. Ocorre que esses assuntos, mais sérios, são extremamente cansativos. Leia o tópico anterior, por exemplo. Mais um flagrante caso de corrupção e cara-de-pau de nosso presidente do senado, José Sarney. 

Portanto, para não fazer uma salada, resolvi separar as coisas. Você poderá continuar a ler sobre política, economia e comportamento aqui neste blog. Os assuntos ligados ao Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, maior clube do sul do país (ainda que em péssima fase), serão tratados com o devido destaque em outro espaço, no blog http://olimpicomonumental.blogspot.com. 

 

Obrigado, e continue comigo. (Não me abandone, por favor!)


 

 

 



Escrito por Matheus Amorim às 18h13
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Brasil Pictures apresenta: 

"A Ilha do Dr. Amoral"

"_ Ei, gente! Olha o patrão chegando. Vamos lá pedir um cargo no senado?"

 

O presidente do senado, José Sarney, usou por duas vezes um helicóptero da PM do Maranhão para visitar sua ilha particular. A aeronave custou aos cofres do governo estadual e ao Ministério da Justiça R$ 16,5 milhões, e se destina a combater o crime e atender emergências médicas. Um homem deixou de ser socorrido, aliás, por causa da demora ao descarregar a modesta bagagem do nobre senador e de um rico empresário maranhense, que pegava uma carona. Em duas oportunidades, Sarney é visto desembarcando no heliponto da Polícia Militar em São Luís. O flagrante foi feito por um cinegrafista amador, esperto o bastante para não se identificar. Afinal, trata-se do Khadafi brasileiro.

Questionado sobre o uso indevido de veículo pertencente ao estado (portanto, um bem público) para atividade privada, Sarney afirmou que tem este direito, já que é um dos chefes do estado nacional. Para ele, isso o credencia a fazer uso de tudo o que o trouxa, digo, o eleitor brasileiro paga através de altíssimos impostos. Não é assim. A Constituição Federal não dá aval a este tipo de conduta. Mas o que importa a Lei para alguém como ele? Sarney nunca seguiu as regras nem para nomear assessores, quem dirá então para coisas mais prosaicas, como passear às custas do bolso do cidadão?



Escrito por Matheus Amorim às 18h02
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




A ESTREIA DE MARQUINHOS NO GRÊMIO


Não, visitantes assíduos e imaginários deste blog. A estreia de Marquinhos não foi em maio. Foi ontem, contra o Fluminense, no Olímpico, pela 16a rodada do Brasileirão 2011. Com um gol na corrida e outro de falta, muito bem batida, o jogador enfim mostrou a que veio. O Grêmio virou o jogo, depois de Fred fazer o gol do Flu. O jogo foi péssimo, mas hoje em dia  aceitamos até gol de mão, desde que traga 3 pontos para a Azenha.

 

SAUDAÇÕES TRICOLORES

 



Escrito por Matheus Amorim às 19h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




1994: GRÊMIO BI-CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL

 

Em 10 de agosto de 1994, Luis Felipe Scolari conquistou seu primeiro torneio nacional com o Grêmio. O segundo título da Copa do Brasil veio com um empate com o Corinthians, que perderia a mesma Copa para o tricolor em 2001. Lá se vão 17 anos de um timaço gremista, que daria início a uma Era de triunfos, que inclui a Taça Libertadores da América (1995), o Campeonato Brasileiro (1996) e outra Copa do Brasil (1997). Que saudade daquela época...

            SAUDAÇÕES TRICOLORES



Escrito por Matheus Amorim às 18h17
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




NOVO (novo?) COMANDANTE TRICOLOR

 

 

No dia 2 de julho, postei a informação de que o substituto de Renato Portaluppi era Julinho Camargo, ex-auxiliar técnico de Falcão no InterRegional. Pois bem, passados 33 dias, Julinho não é mais o chefe do plantel gremista, tão bom foi seu desempenho. Neste ínterim, o Grêmio conquistou uma vitória em casa diante do Coritiba, uma derrota (para Ronaldinho Carioca) e três empates. No mesmo período, o InterRegional também demitiu seu ídolo Falcão e ficou em terceiro no torneio recreativo da Audi.

Depois de um período de tanta turbulência, eis que um velho conhecido dos dois clubes gaúchos retorna ao Olímpico: Celso Roth. Deveria haver uma foto dele ao lado de qualquer lugar onde esteja escrito "nunca diga nunca". 

Boa sorte ao Grêmio, a Roth, a Paulo Paixão (graças a Deus, está de volta! O DM agradece!) e também ao recém-contratado Brandão, ex-atacante do Cruzeiro. Que ajudem o Tricolor a sair desta situação ridícula na qual se encontra, mais uma vez.



Escrito por Matheus Amorim às 15h42
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CAPITÃO AMÉRICA - Crítica

 

 

A Marvel Studios, responsável pelos recentes filmes baseados em criações da editora Marvel Comics, fez o melhor filme possível sobre um personagem que, apesar de importante, sempre me pareceu meio "banana". Capitão América - O Primeiro Vingador, que estreou na sexta-feira (30/07) no país, tem o teor certo de aventura e humor para ser um bom blockbuster. Isso pode até desagradar aos fãs mais fiéis do supersoldado, mas penso que a fidelidade aos quadrinhos não deve ser o ponto principal de uma adaptação para o cinema. O filme que me mostrou isto foi simplesmente o melhor do gênero, Batman - O Cavaleiro das Trevas, que usa de liberdade criativa para colocar o homem-morcego em uma história sensacional. Talvez, se tivesse arriscado mais e explorado de maneira mais realista o fato de Steve Rogers estar em plena Segunda Guerra Mundial, o filme fosse ainda melhor. Mas isso não importa muito, afinal, ele não existe; é uma fantasia. E é esta noção que acho que um fã de quadrinhos deve levar para a sala de cinema.

O filme deixa claro que, mais importantes que o soro que transforma o magrelo Rogers em uma máquina de guerra, são seus valores. O franzino rapaz só é aceito porque tem boa índole, e durante todo o filme, os companheiros do Capitão América o fazem lembrar-se disso. Em um mundo onde um lunático como Hitler (e, no filme, o Caveira Vermelha) tem espaço, é reconfortante saber que existem pessoas como Steve Rogers. Esta é a pedra fundamental na qual se baseia o roteiro, ideia acertada de Joe Johnson. 

De resto, o elenco é bom. Chris Evans dá conta do recado, e faz um Steve Rogers crível. Hayley Atwell tem o rosto perfeito para uma mulher dos anos 1940, e dá personalidade a Peggy Carter. Tommy Lee Jones é sempre ótimo fazendo militares ou policiais, e mantém o nível neste longa. E Hugo Weaving mostra porque é a melhor escolha quando você precisa de uma ator para fazer o vilão da história. Pena que tenha sido pouco aproveitado, dada a importância do personagem, arqui-inimigo do Capitão.

E há que se ressaltar o magnífico trabalho de efeitos especiais da Industrial Light & Magic - onde Johnson foi técnico de efeitos -, que fez o brutamontes Chris Evans se transformar em um baixinho de 40 quilos, no início do filme. Realmente impressionante. É o tipo de tecnologia que agrega valor ao filme, ao contrário do 3D (que, na minha opinião, só serve para aumentar o valor do ingresso).



Escrito por Matheus Amorim às 18h44
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




QUANDO A FASE É RUIM...

 

 

Até tu, Victor?



Escrito por Matheus Amorim às 17h58
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




"Grêmio x América-MG foi uma ofensa ao futebol"

imagem tirada do site socdr.com.br

 

Palavras do colorado Wianey Carlet, da RBS (afiliada da Globo no Rio Grande e em Santa Catarina), na Rádio Gaúcha hoje. E, pela primeira vez em muito tempo, devo concordar com ele. Que jogo horroroso! Assisti apenas aos melhores momentos (melhores? Onde?) e fiquei procurando o Grêmio nas imagens. Não encontrei. Vi só um timeco ruim de bola usando uniforme igual ao do tricolor gaúcho, passando vergonha em casa, andando de bengala atrás do empate com o fraco time do América-MG. Que coisa mais patética!

Pior: em entrevista coletiva, Julinho Camargo (que, como técnico, tem se mostrado um bom auxiliar) juntou-se ao coro covarde da diretoria gremista para destratar Renato Gaúcho! Vicente Martins, vice-presidente, chegou ao cúmulo de dizer que a culpa pelas más contratações eram do ex-técnico e eterno ídolo tricolor. Quanta cara-de-pau, não? Como se a direção não desse a palavra final sobre a compra de um atleta.

O próximo jogo do Grêmio será contra o Flamengo de Ronaldinho Carioca. Já posso ouvir as piadas... Vai ser difícil aturar o sorriso de dentes tortos durante os 90 minutos e além. Mas, fazer o quê? Quem não faz, leva, e é o que provavelmente acontecerá no sábado (30).

Acho melhor eu ir assistir ao filme do Capitão América, que estreia amanhã. Dizem que vale a pena. O problema será lembrar desse nome, "América"...





Escrito por Matheus Amorim às 18h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




SALVEM A SELEÇÃO...

 

_ É um pássaro?

_ É um avião?

_ Não, é a bola do Elano, indo pra lua...



Não sou boleiro. Só cobrei pênaltis de brincadeira, quando criança. E, ainda assim, sei que se você chutar a bola na parte de baixo, ela sobe. Se chutar com força, então, ela vai bem longe. Mas, para os "jogadores" da seleção de Mano Menezes na Copa América, o responsável pelas 4 cobranças perdidas do Brasil é o gramado. Eles não entendem como os paraguaios acertaram o gol de Júlio César (que era o mesmo usado pelo goleiro Justo Villar, melhor jogador da partida).

Ah, que saudade da Seleção...

 



Escrito por Matheus Amorim às 12h35
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




DIA MUNDIAL DO ROCK

Uma lista pessoal:

 

1 - Led Zeppelin, "Rock and Roll" 


2 - AC/DC - "You shook me all night long" 


3 - The Doors, "Roadhouse Blues"


4 - Legião Urbana, "Geração Coca-Cola" 


5 - Raimundos, "Quero ver o oco" 


6 - Red Hot Chili Peppers - "Scar Tissue" 


7 - Billy Idol - "Dancing with myself" 


8 - The Beatles - "Twist and Shout" 


9 - Elvis - "Shake, Rattle and Roll" 


10 - The Rolling Stones - "Satisfaction" 


11 - Titãs - "Polícia" 


12 - Guns N' Roses - "Welcome to the Jungle" 


13 - Barão Vermelho - "Bete Balanço"


14 - Jimi Hendrix - "All along the Watchtower" 


15 - The Strokes - "Heart in a cage" 


16 - Creedence - "Proud Mary" 


17 - Metallica - "Whiskey in the jar" 


18 - Janis Joplin - "Cry baby" 


19 - The Eagles - "Hotel California"


20 - Aretha Franklin - "Respect" 


21 - Ray Charles - "Hit the road, Jack!" 


22 - The Verve - "Bitter Sweet Symphony" 


23 - Danzig - "Mother" 


24 - Bob Dylan - "Knockin' on heaven's door" 


25 - Ultraje a Rigor - "Nós vamos invadir sua praia" 


26 - Massacration - "Metal is the law" 


27 - Pearl Jam - "Jeremy" 


28 - Nirvana - "Come as you are" 


29 - The Clash - "I fought the law" 


30 - The Who - "I Can't explain" 


31 - joy Division - "Love will tear us apart"


32 - Audioslave - "Cochise" 


33 - Ramones - "Poison Heart" 


34 - U2 - "Bloddy Sunday" 


35 - Queen - "Bohemian Rapsody" 


36 - Eric Clapton - "Layla" 


37 - Quiet Riot - "Cum on feel the noize" 


38 - Joe Cocker - "With a little help from my friends" 


39 - Men at Work - "Land down under" 


40 - Neil Young - "Keep on rocking in the free world" 

 

________________________________________________________________________    

 


 



Escrito por Matheus Amorim às 12h23
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




GRÊMIO REENCONTRA A VITÓRIA

 

Até que enfim, o Grêmio voltou a vencer no Brasileirão 2011! Os gols só aconteceram no segundo tempo, e até a cabeçada de Gilberto Silva, que foi ao oitavo andar para aproveitar o lançamento de Mário Fernandes (bem melhor que Gabriel) , o jogo estava morno. O gol do volante deu novo ânimo ao Tricolor, que ainda marcou outra vez, quando André Lima chutou a bola que Leandro passou, e na qual Douglas deu um lindo corta-luz. Finalmente, nosso camisa 10 deu uma dentro, depois de vários erros de passe. Outro destaque foi Marcelo Grohe, reserva de luxo de Victor, que salvou quatro ou cinco gols certos do Coritiba. O ponto fraco, outra vez, foi a zaga. 

Foi um boa vitória, mas ainda dá para fazer mais, muito mais. O primeiro tempo mostrou que o time não está entrosado, e isso é trabalho para Julinho Camargo e nosso vacilante capitão Rochemback, que anda dormindo no ponto. 

 

FORÇA, GRÊMIO! 



Escrito por Matheus Amorim às 18h11
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CALVIN & HAROLDO

 



Escrito por Matheus Amorim às 10h40
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Haja paciência!


Tem fases na vida da gente em que tudo dá errado. O trabalho é uma merda (desculpe o termo, mas na falta de adjetivo mais adequado...), o namorada/noiva/esposa/ex não para de encher o saco por bobagens, os dias chatos não terminam e os bons nunca chegam. Mas também, quem nunca passou por isso? É preciso ser santo para nunca ter tido vontade de não sair da cama. (Tá bom, o Thor Batista talvez nunca tenha passado por isso, mas é um em um bilhão).

Ultimamente, as únicas coisas que têm dado certo são os livros (tenho escolhido uns muito bons) e a academia. Sério. Acho um saco aquela coisa de "geração saúde", mas levantar uns pesos tem me feito bem. É uma hora e meia por dia, três vezes por semana, em que não preciso pensar em nada além de repetir uma sequência de movimentos. Talvez seja culpa da endorfina, mas mesmo nos dias em que não estou a fim de malhar, aquilo me ajuda a aguentar o dia-a-dia.

Mas tem dias, como ontem, por exemplo, em que a única coisa que um cara quer é assistir ao jogo do seu time em paz. Uma oportunidade única, quando se torce para um time que não é da cidade onde você mora, e que não é do eixo Rio-São Paulo, beneficiado pelas cotas de televisão. O problema é que meu time, o Grêmio, está uma merda (novamente, por falta de termo melhor...). Assistir a jogos do tricolor gaúcho está se tornando uma tortura!

Acho que terei que me concentrar só nos livros e na academia. Droga, hoje não tem academia. Quanto tempo falta para acabar o ano, hein?





Escrito por Matheus Amorim às 17h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Aniversário de Bill Watterson

 

 



Escrito por Matheus Amorim às 19h38
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Sul, CURITIBA, Homem, cultura útil e inútil
Histórico
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?